quinta-feira, 16 de setembro de 2021

Estudos publicados na Revista Científica Suíça pela Unifesp relatam que cerca de 40% dos ifectados com coronavírus desenvolvem problemas renais agudo.


 

Foi realizado um estudo pela Unifesp (Universidade Federal de São Paulo) e publicado esta semana, sobre

a ivestigação referente ao covi19 se poderia provocar lesões nos rins.

Dos pacientes que participaram cerca de 40% apresentaram lesão renal aguda, e os resultados da pesquisa 

foram publicados na Revista Científica Suíça. 

Já a pesquisa realizada nos Estados Unidos apontou que a cada 10 mil infectados sete deles precisam fazer 

de diálise ou transplante de rim, e esses resultados foram publicados no jornal da Sociedade Americana de 

nefrologia.

O Neurologista Dr. Fernando Gomes falou sobre os estudos realizados pela Unifesp, e destacou que os rins 

são extremamente importantes para a manutenção da vida. “Eles funcionam como um filtro de todo o nosso 

sangue, liberando substâncias que precisam sair do corpo, além de terem relação com hormônios e o controle 

da pressão arterial e fluídos. O vírus consegue atacar o rim de forma direta, pela própria infecção viral, 

e de forma indireta, através do comprometimento do sistema inflamatório”, explicou ele.

A alteração de substâncias nos rins, segundo o médico, isso pode trazer alteração sistêmica em todo o corpo. 

O que traz preocupação em números: 20% a 40% da lesão renal aguda em pacientes com Covid-19, esclarecendo 

que lesão aguda significa um machucado que compromete a função do órgão.


FONTE: Tres Pontas Urgente 

IMAGEM/MONTAGEM: Frankkiedis 

#trespontasurgente #estudoscientificos #coronavirus #saude #neurologista

Nenhum comentário:

Postar um comentário