quinta-feira, 26 de agosto de 2021

A qualidade do ar na capital paulista segue em péssimo nível pela primeira vez em 22 anos.

 

Nesta quarta-feira(25), a Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) informou que a capital paulista segue com uma nuvem de poluição e registra uma péssima qualidade do ar, com concentração de 200 microgramas a mais de poluentes a cada m³ de ar. Segundo a Cetesb o nível considerado bom é de 40ug/m³.
Esta é a primeira vez em 22 anos que a qualidade do ar não registrava um nível péssimo, a primeira vez que isso ocorreu foi em 1999.
De acordo com a Cetesb a queimada que ocorreu no parque estatual na grande São Paulo em Franco da Rocha contribuiu para essa nuvem de poluição na capital, que liberou partículas finíssimas de fuligem na atmosfera, essas micropartículas são inaláveis inclusive causando problemas para a saúde.

E o alerta é que com a qualidade do ar péssima, toda a população pode apresentar sérios riscos de manifestar doenças respiratórias e cardiovasculares. Nesses casos, a recomendação é para que as pessoas evitem qualquer tipo de esforço físico ao ar livre.

A partir de sexta-feira(27), está previsto a chegada de uma frente fria, que deve trazer chuvas e dispersar os poluentes do ar, melhorando assim um pouco a qualidade.

Por enquanto a cidade segue em estado de atenção para o tempo seco os termômetros apontaram nesta quarta-feira a máxima de 33°C em Itaquera, na Zona Leste, e de 32°C em Cidade Ademar, na Zona Sul. A umidade relativa do ar nesses locais foi, respectivamente, de 25% e 22%.

FONTE: Três Pontas Urgente
IMAGEM: Ronaldo Silva/Alberes Santos
Curta: Três Pontas Urgente
#trespontasurgente #saopaulo #sp #qualidadedoar #ar #atmosfera #poluicao 

Ver menos

Nenhum comentário:

Postar um comentário